quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Aquela pequena diferença...

Olho para mim num espelho embaciado numa manha fria de inverno, penso enquanto desfaço a minha barba, apenas para chegar a conclusão que eu não me dou bem com muitas pessoas... que no geral, não sou, nem nunca fui ou tentei ser o adorado do grupo. Dou-me muito melhor ao tentar ser o "rogue" do grupo, o escondido que tudo sabe, aquele em que as pessoas apenas confiam quando mais precisam, quando tudo o resto esta perdido, quando já não há soluções ou até quando não conseguem mais confiar na antiga liderança para sairem da embrulhada em que se puseram... enquanto todos os gajos que eu conheço gostariam de ser o heroi, aquele de quem todos gostam, eu sou ligeiramente mais complicado, preferia muito mais poder ser o anti-heroi, preferia ser a pessoa a quem todos recorrem apenas porque não existem mais ninguem para os safar!
No fundo, acho que preciso é sair daqui, deixar de ter esta vida pré-programada em que todos os dias sei o que se passa, com algumas pequenas possiveis nuances... talvez seja apenas por estar a ficar farto de uma vida monotona, de estar a precisar de umas surpresas... ou talvez esteja agora a precisar de alguem (duvido muito desta ultima hipotesse).

Começo a pensar que talvez chegue mesmo a altura de sair...
Ando a precisar de algo.

1 comentário:

Anónimo disse...

Saires e partires agora não fará de ti uma pessoa melhor, não fará com que te sintas totalmente livre... podes querer sair, por 3, 4, 7 dias... mas depois voltarás... saberás que apesar de quereres sair tens responsabilidades e que tens de tomar conta delas...
ao deixares esta tua vida agora, que vais fazer?! parar por completo?! o mundo não pára..,e nós temos de andar sempre nele... e temos de trabalhar nele... o mundo não é como queremos... temos vidas "pré-programadas" tal como tu dizes, porque a vida é assim, e fugir a isso, só dá durante um espaço de tempo, depois acabamos sempre por voltar ao mesmo...
podes tentar... e até gostava que conseguisses... mas sinceramnete não sei...
Estares a precisar de alguém... nããã, tu é bom sozinho, tu ves-te sozinho... e vida não programada faz-se sozinho... ;)
as pessoas acabam sempre por confiar na pessoa que menos se espera... *